Fora da Zona de Conforto! [26/08/09]

Posted: 27 de Agosto de 2009 in Uncategorized
Viação Campo Limpo e PMSP despejam Ocupação Olga Benário na zona sul de São Paulo
Nesta segunda-feira, dia 24, mais 570 famílias sem-teto foram despejadas violentamente da ocupação Olga Benário, na zona sul de São Paulo. A ocupação, organizada desde 2007 pelo Fórum de Moradia e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, é localizada na rua Ana Aslan, nº 9999, Parque Do Engenho.


Câmara aprova doação para combate à Aids em Moçambique
O Governo brasileiro salientou que a doação tem caráter humanitário, já que 300 mil moçambicanos precisam de tratamento contra a Aids, doença responsável pela infecção diária de cerca de 500 pessoas, em Moçambique.

Genocídio ruandês: uma testemunha-chave recua
Quem lançou os mísseis que, ao abaterem o avião do presidente ruandês Juvenal Habyarimana em 6 de abril de 1994, desencadearam o genocídio dos tutsis? Quinze anos após a tragédia, esse enigma nunca elucidado continua no centro da pesada disputa político-judicial que opõe a França e Ruanda.

MSF atende em Lampedusa sobreviventes de trágica travessia de barco
“Eles estavam em choque emocional”, contou Licia Pera, enfermeira de MSF que atendeu os imigrantes recém-chegados. “Não conseguiam andar devido à forte dor musculoesquelética. Sua pressão sangüínea estava baixa e seus músculos tão fracos que eles mal conseguiam se mover. Eles também tinham queimaduras em várias partes do corpo e dores agudas de estômago. Eles precisavam desesperadamente de atendimento médico”.

Fiscalização liberta 35 trabalhadores que colhiam erva-mate
Um grupo de 36 pessoas, incluindo três adolescentes com idades entre 16 e 18 anos, foi libertado de trabalho análogo à escravidão na colheita de erva-mate pelo grupo móvel de fiscalização e combate ao trabalho escravo. A operação foi deflagrada no dia 11 de agosto, numa propriedade situada no município de Bituruna (PR) que pertence à Madeireira Miguel Fortes.

Povo Indígena Awá é novamente vítima de massacre
Indígenas colombianos são constantemente alvos de massacres e genocídios. Hoje (26), mais uma vez, o Povo Awá foi vítima de assassinato coletivo. Segundo informações de líderes indígenas da região, “entre oito e dez pessoas foram assassinadas por um grupo armado encapuzado que vestia uniformes militares”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s