A preocupação humana com a a justiça é um teomorfismo

Posted: 21 de Agosto de 2009 in Uncategorized
O pensamento de Abraham Joshua Heschel.
Ricardo Gondim Rodrigues

Dentre os pensadores judeus, gosto muito de Abraham Joshua Heschel. Sua obra prima trata dos profetas. Heschel ensinava que os profetas eram mais que porta vozes de Jeová. Eles sentiam (pathos) e transmitiam o coração de Deus; percebiam tanto os projetos como a própria dor divina para com o seu povo rebelde.

“O pensamento decisivo na mensagem dos profetas não é a presença de Deus para o homem, mas, antes, a presença do homem para Deus. Eis porque a Bíblia é mais uma antropologia de Deus do que uma teologia do homem. Os profetas não falaram tanto do interesse do homem por Deus, como no interesse de Deus pelo homem. No princípio há o interesse divino. É devido ao divino interesse pelo homem que o homem pode ter um interesse por Deus, que somos capazes de buscá-lo”.

“A preocupação incondicional de Deus com a justiça não é um antropormofismo. Ao contrário, a preocupação humana com a a justiça é um teomorfismo”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s